TERRORISMO DOS LATIFUNDIÁRIOS NÃO VAI PARAR A LUTA PELA TERRA

22/02/2016 12:02

 

Reproduzimos abaixo nota e convite enviados pela Comissão Nacional das Ligas de Camponeses Pobres que tratam da intensa perseguição e criminalização que a LCP vem sofrendo, junto com as massas camponesas em crescente rebelião, no estado de Rondônia por parte do Comandante Geral da PM, Coronel Ênedy Dias - declarado inimigo dos camponeses em luta pela terra - e seus comandados, do governador do estado Confúcio Moura (PMDB) e de toda a canalha à testa do velho Estado em suas diferentes escalas, particularmente a gerência federal de Dilma/Lula/PT, conluiadas até o tutano com o latifúndio que vem operando cada vez mais descaradamente com seus grupos de extermínio e pistoleiros comandados por PMs para perseguir, torturar e massacrar os camponeses que tão heroicamente vem levantando a bandeira da Revolução Agrária e destruindo o latifúndio palmo a palmo, conquistando a terra para quem nela trabalha.

Aproveitamos para convocar a todos os estudantes do povo, toda a juventude combatente que vem se levantando em ondas de rebeliões e ocupando as ruas e escolas por todo o país na defesa de seu direito de estudar e aprender e da escola e universidade públicas, bem como todos aqueles que ousam a defender o caminho revolucionário, da verdadeira e Nova Democracia, e que a juventude que se coloca do lado do nosso bravo povo em luta de maneira geral. Convocamos a todos para se levantar em defesa da Revolução Agrária, em defesa da LCP e dos camponeses de Rondônia e de todo o país que tem se levantado em rebeliões conta os crimes do latifúndio e a cumplicidade do velho Estado. Convocamos a todos para organizar vigorosa campanha nas cidades, debates e palestras nas escolas, colagem de cartazes, murais e todo tipo de propaganda em denúncia contra as calúnias e ataques do podre e fascista monóplio de imprensa a serviço dos latifundiários. Por fim, convocamos a todos para organizarem nas cidades Comitês em Defesa da Luta pela Terra, para angariar recursos e repercutir as denúncias e propagandas do movimento camponês combativo.

 

 

Abaixo o terrorismo dos latifundiários e seus bandos de pistoleiros e policiais!
Fora autoridades corruptas e latifundiários ladrões de terra e assassinos covardes!


Terra para os camponeses pobres sem terra ou com pouca terra!

Viva a luta pela terra! Viva as Ligas de Camponeses Pobres!

Morte ao latifúndio! Viva a Revolução Agrária!

 

 

 


 

CONVITE DA COMISSÃO NACIONAL DAS LCP

Barrar os ataques fascistas à LCP de Rondônia e Amazônia Ocidental! Barrar os grupos de extermínio, esquadrões da morte e assassinatos de camponeses! Barrar a criminalização e a demonização da luta pela terra!  

A Comissão Nacional das Ligas de Camponeses Pobres convida os apoiadores da luta pela terra para participarem, no próximo dia 23 de fevereiro, em Jaru, Rondônia, da reunião da Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia e Amazônia Ocidental, onde será realizado um ato contra as perseguições, reintegrações de posse, sequestro, torturas e assassinatos de camponeses e lideranças.

A região do Vale do Jamari, alvo dos ataques da pistolagem, dos grupos de extermínios e esquadrões da morte sob o comando do Coronel Enedy enfiado a “fórceps” no Comando da Polícia Militar de Rondônia, é apontada por “autoridades” como uma das mais violentas do país, é na verdade a região onde se concentra o maior número de terras destinadas à “Reforma Agrária”, griladas por latifundiários em Rondônia. Centenas de camponeses já foram assassinados nos últimos anos, e diante da crescente revolta das massas camponesas da região, está em curso uma campanha de terror e terra arrasada por parte de grupos paramilitares e da Polícia Militar de Rondônia comandada pelo major Enedy, conforme temos denunciado com profundidade toda a trama sórdida. E as últimas declarações deste capitão do mato dos latifundiários grileiros e ladrões de terra do Vale do Jamari, de ameaçar com prisões todos os que apoiam a luta pela terra, têm como alvo a LCP e todos os democratas que não se conformam com tanta injustiça, roubalheira e mentiras, têm de ser respondidas com vigor em todo o país. Sem dúvida nenhuma, os graves acontecimentos de Rondônia que estão em cursos nestes dias, revelam a verdadeira situação de terror a que estão submetidos os camponeses brasileiros, diante de um governo falido moral, econômica e politicamente, que entrega as riquezas do país para os latifundiários, a grande burguesia e o imperialismo e ataca o povo pobre.

Voltar

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!