Polícia recupera 48 bovinos furtados de duas propriedades, em Rondônia

27/06/2016 11:07

Polícia recupera 48 bovinos furtados de duas propriedades, em Rondônia

Rogério AderbalDo G1 Cacoal e Zona da Mata

Após serem recuperados, animais foram devolvidos aos proprietários (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)Após serem recuperados, animais foram devolvidos aos proprietários (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

A Polícia Civil conseguiu recuperar 48 bovinos que haviam sido furtados de duas propriedades rurais em Espigão D’Oeste (RO), a 539 quilômetros de Porto Velho. Segundo investigações, os animais foram furtados de duas propriedades diferentes e parte deles foi localizado em uma propriedade de Pimenta Bueno (RO), através de uma operação que terminou na última sexta-feira (24). Ninguém foi preso pelos furtos.

Conforme o delegado Rafael  Costa  Dourado, no começo de junho a polícia recebeu a informação de que 39 bovinos haviam sido furtados de uma propriedade localizada na Linha  22, na zona rural do município.

"Ao recebermos a informação, começamos o trabalho de investigação e descobrimos que os animais foram transportados por dois caminhões de Pimenta Bueno. Em seguida, a equipe se deslocou até a cidade e identificou os caminhoneiros responsáveis pelo transporte. Ao serem questionados, informaram que o rebanho estava em um sítio no setor Queiroz. Após o reconhecimento, os animais foram apreendidos e devolvidos ao proprietário", revela.

Os demais animais recuperados foram localizados, segundo o delegado,  na última sexta feira em uma propriedade rural de Espigão D’Oeste. "Na quinta-feira foi registrada uma ocorrência informando que nove cabeças de gado tinha sido furtadas de uma propriedade da Linha 5. De posse da informação, os policiais foram até o local indicado e conseguiu recuperar o gado e desenvolver ao dono", relata.

Rafael conta também que os responsáveis pelo primeiro furto retiram uma Guia de Transporte Animal (GTA), com dados falsos para documentar os animais.

"Ficamos sabendo que os motoristas dos caminhões tiveram que ficar esperando de cedo até o meio dia, enquanto a pessoa que os contratou providenciasse a GTA do rebanho. Quando o documento chegou, eles perceberam que a guia foi preenchida com o endereço de outra fazenda. Ou seja, ele fez  uma GTA falsa para conseguir transportar o gado furtado e agora poderá responder por receptação qualificada", aponta.

Ainda de acordo com o delegado, aproximadamente oito pessoas estão sendo investigadas por participação nos furtos, porém ninguém foi preso, tendo em vista que a Justiça negou a prisão preventiva contra alguns dos envolvidos.

 

Voltar

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!